CASO CURIOSO

(Caso interessante)




MORREU DE CONFUSÃO


Foi encontrada no bolso de um suicida a seguinte carta:


Ilmo. Sr. Delegado de Polícia,

não culpe ninguém pela minha morte. Deixei esta vida, porque dia mais que eu vivesse, acabaria morrendo louco. Explico-lhe, Dr.:
Tive a desdita de casar-me com uma viúva que tinha uma filha. Se eu soubesse, jamais tinha me casado. Meu pai era viúvo e, para minha maior desgraça, enamorou-se pela filha da minha mulher e com ela se casou. Resultado: minha mulher tornou-se sogra do meu pai, minha enteada ficou sendo minha madrasta e meu pai era ao mesmo tempo meu genro. Após algum tempo, minha filha teve um filho, que veio a ser, portanto meu irmão, porém neto da minha mulher, de maneira que fiquei sendo, também avô do meu irmãozinho.
Meses depois, minha mulher também teve um filho que, sendo irmão da minha mãe era cunhado do meu pai e tio do seu filho, passando minha mulher a ser nora de sua própria filha.
Eu, Senhor Delegado, fiquei sendo pai da minha mãe, tornando-me irmão do meu pai e de meu filho, a minha mulher ficou sendo minha avó, já que é mãe da minha mãe. Assim, acabei sendo avô de mim mesmo.
Portanto, senhor Delegado, antes que a coisa se complicasse mais, resolvi desertar deste mundo.
PERDÃO, DR. DELEGADO! 




Postado por Almir de Carvalho Filho
almirdecarvalho@yahoo.com.br


VISITE TAMBÉM:
Melhores sites de Divulgação
http://www.divulguefacil.com/?r=almir
http://www.rederemunerada.com?user=14717
http://www.scriptmagico.net/?user=14118
http://www.contatosremunerados.net/?user=16122





Postagens mais visitadas deste blog

COMO SE LIBERTAR DO PASSADO